Galp aprova hoje dividendos de 580 milhões e corte nos custos e investimento – Dinheiro Vivo

Às vozes críticas, mas com motivação distinta, juntam-se nesta tarde os ativistas ambientais do grupo Climáximo, que compraram ações da companhia para poder marcar presença na reunião magna de acionistas e colocarem questões à administração presidida por Carlos Gomes da Silva. Em cima da mesa estão quatro temas principais, entre os quais a crise climática, o crash dos preços do petróleo nos mercados internacionais e “os despejos forçados” em Moçambique, onde a Galp está envolvida num projeto de exploração de gás natural.

Ler a notícia completa, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *