Acionistas da Galp aprovam dividendos de 318 milhões de euros – Jornal de Negócios

A reunião de acionistas da Galp este ano contou com novas caras: quatro activistas do grupo Climáximo que compraram o número mínimo de ações só para poderem participar na AG para confrontarem a administração da Galp sobre questões relacionadas com a crise climática.

Este grupo de ativistas promoveu ainda o movimento #GalpMustFall [A Galp tem de cair], à semelhança do que aconteceu na Holanda com a Shell, que chegou a estar na lista dos assuntos mais falados no Twitter em Portugal com mais de quatro mil tweets.

Apesar da onda de críticas sobre a distribuição de dividendos por parte da petrolífera tendo em conta o atual momento de crise, a proposta foi aprovada.

Ler a notícia completa aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *