O desastroso extractivismo do gás em Moçambique

Vários projectos de extracção de gás na região do Cabo Delgado, em Moçambique, levados a cabo por empresas internacionais (entre as quais a GALP) estão a levar à deslocação forçada das populações, ficando muitas vezes isoladas dos seus terrenos agrícolas e zonas de pesca.

A situação é agravada por uma onda de insurgência de vários grupos armados, incluindo o ISIS. Em resposta, as empresas pedem a presença do exército Moçambicano para proteger os seus lucros. A isto junta-se ainda a presença de exércitos privados de mercenários. Os conflitos já levaram à fuga de 100.000 pessoas da região.

Além da violência directa contra as populações, estes projectos representam ainda crimes ambientais, quer pelas emissões de gases de efeito de estufa, quer pelo seu impacto nos ecossistemas locais.

Qualquer novo projecto de extracção de combustíveis fósseis é um passo em direcção ao caos climático.

A GALP tem de cair! A economia fóssil tem de cair!

Ler aqui o artigo da (Friends of the Earth Moçambique) sobre os efeitos do extractivismo do gás em Moçambique sobre as populações afectadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *